O som do chá “todo dia é um bom dia”, Giorgia Vittori Pires

Livro com traduções de poemas do chá, ilustrado por Giulianne Simizu Calizotti. Um diário de bordo sobre a cerimônia do chá imperdível!

Somente você pode fazer este livro existir!

Apoie o projeto de financiamento coletivo, e tenha recompensas exclusivas.

 

Descrição

chadô (“caminho do chá”) remete ao caminho percorrido por aqueles que praticam a cerimônia do chá (chanoyu). Essa cerimônia se caracteriza pela preparação do matcha (chá verde em pó) para alguns convidados. Existem diversas “sequências” de preparo (temae), que mudam de acordo com as circunstâncias, como a estação do ano e a formalidade da cerimônia.

Apesar dos aspectos técnicos serem igualmente interessantes, este livro se propõe a fazer um panorama geral para orientar um primeiro contato aos interessados no chadô, e demonstra a importância da prática e da experiência das pesquisas culturais.

No livro “O som do chá” é possível encontrar uma linha do tempo sobre a história do chá, as influências religiosas e os pilares filosóficos do chanoyu, a tradução de 10 dos poemas do chá e uma explicação sobre a culinária presente em uma cerimônia. Para ressaltar a experiência única de cada um ao percorrer o caminho do chá, e trazer um texto mais interativo a autora traz relatos da sua própria vivência, retirados do seu diário de bordo.

O interesse pelo tema surgiu com a leitura do livro O Livro do Chá (2008), de Kakuzo Okakura.

A partir dele a autora iniciou sua pesquisa, que durou os quatro anos de graduação e começou a ter aulas de chanoyu na “Sala do Chá”Ao se inserir no chadô teve uma experiência em primeira mão e pode direcionar a pesquisa de forma a responder às questões que foram surgindo conforme a investigação avançava.

Considerando o caminho do chá como um estudo de experiências particulares, este livro foi escrito em primeira pessoa, no formato de diário de estudo, formado a partir do “diário de bordo” que esteve com a autora durante os anos da pesquisa. O diário funciona como um registro de todas as anotações consideradas pertinentes ao assunto: conversas, observações, desenhos, curiosidades e soluções que foram surgindo. São justamente esses relatos que aproximam o leitor da experiência em questão.

No livro temos uma contextualização histórica do chá, uma explicação das influências religiosas e pilares filosóficos do chanoyu, uma explicação sobre a culinária presente, além da tradução de 10 poemas clássicos do chá, assim como uma explicação sobre o seu contexto.

A autora ainda se preocupa em explicar a estética do chadô para além do viés visual. Inspirada pela percepção de Rikyû de que o Wabicha é intrínseco a uma xícara de chá, surgiu a questão de “como a bebida pode, então, resumir um conceito estético?”. Assumindo que a resposta para esta pergunta esteja no ato de preparar e beber o chá, Giorgia relata as maneiras que o corpo, em sua propriocepção, percebe as influências estéticas presentes na cerimônia. Nesse momento do livro a autora convida o leitor a contemplar aquilo que os olhos não podem ver, como o cheiro de um incenso, a textura de uma cerâmica, o amargor do chá e o estalar do carvão. Esse capítulo carrega a essência do chá e da origem ao título “O som do chá”.

 

Um projeto feito com tanto carinho merecia ilustrações que conseguissem transmitir de forma visual o que não poderia ser compreendido apenas com palavras. Para isso, a autora fez questão de chamar uma ilustradora que compartilha da mesma paixão pela cultura japonesa, sua amiga Giulianne. No livro o leitor poderá apreciar lindas imagens feitas em nanquim e aquarela, delineadas nos mínimos detalhes de forma a complementar essa delicada pesquisa sobre a arte do chá japonês.

Além do livro, existem outras recompensas que preparamos para que você também possa ter um pouco da experiência do chá e também possa iniciar seu próprio diário de bordo.

Postal Praça do Japão: ilustrado por Giulianne Simizu, o postal traz a visão frontal da construção feita na chamada “Praça do Japão” em Curitiba, onde a autora teve contato com a cerimônia do chá.

Caderno A6: A capa é ilustrada por Giulianne com exclusividade e as 100 páginas brancas desse caderno de tamanho A6 estão prontas para receber suas experiencias e notas.

Cartela de adesivos: Adesivos premium em cartela, com temática da cerimônia, entre os desenhos, vários objetos utilizados durante o chanoyu, baseados nos desenhos da própria autora durante seu aprendizado.

Minibag A5: nessa pequena sacolinha ilustrada por Giulianne, você pode levar seu livro e o que mais quiser.

Chá + doce: É claro que levaríamos para vocês uma pequena amostra da experiência, através do chá verde e uma bala japonesa.

Kit para chá importado: Esse item especial será sorteado entre os apoiadores de algumas recompensas. Trata-se de um kit com 4 peças, onde se prepara o pó do chá verde.

A principal dificuldade da autora enquanto realizava sua pesquisa era a falta de material acadêmico, fontes muito antigas e escassez de textos em português sobre o tema. Em sua maioria, os materiais mais recentes só podem ser encontrados em japonês ou em centros de prática da cerimônia do chá, limitando muito o público que tem acesso a essas informações.

O cuidado com a tradução de alguns poemas e a pesquisa histórica e cultural desenvolvidas na execução desta publicação aprofundam as questões sobre a poesia clássica e as diversas manifestações da cerimônia do chá. Isso é relevante dada a complexidade dos poemas e sua intersecção com diversos aspectos da cultura japonesa, como a poesia, língua e artes clássicas. Considerando que o Brasil é o país com maior comunidade japonesa fora do Japão, surpreende que não existam muitas pesquisas sobre esse material em língua portuguesa.

Este texto colabora com novas pesquisas em português, fortalecendo o viés acadêmico, mas também alcança a comunidade interessada na cultura e na língua japonesas. Dessa forma, uma pessoa que quiser iniciar seus estudos de chanoyu terá um ponto de partida em sua jornada.

 

Como adquirir?

SOMENTE APOIANDO NO CATARSE!

O Catarse é uma plataforma de financiamento coletivo. Essa página é uma parceria entre a Editora Urso e a plataforma. O processo é muito simples, você apoia o projeto e ajuda-o a existir no mundo!

Em troca, nós pensamos em várias recompensas interessantes, desde o livro em si, até mimos como bolsas, marcadores especiais, entre outras coisas exclusivas! Além claro de ter seu nome para sempre registrado na publicação!

Para ver as opções, basta olhar os cards ao lado e escolher o seu >>>>
ou acessar a aba “recompensas”. Você pode escolher de acordo com o seu gosto e também a forma de pagamento (se boleto, cartão ou pix).

Apoiar uma campanha é simples e seguro. Para isso, basta seguir o passo-a-passo a seguir:

  1. Escolha a recompensa de sua preferência, confira o valor total do apoio e clique em “Continuar”;
  2. Caso esta seja sua primeira vez utilizando o Catarse, siga os passos de cadastro na plataforma que estarão indicados na sua tela e continue para o meio de pagamento;
  3. Revise seu endereço cadastrado e selecione a forma de pagamento de sua preferência;
  4. Com a transação concluída, você já estará participando do projeto. Agora é só aguardar a conclusão da campanha e a chegada da recompensa em sua casa conforme data prevista de entrega em cada recompensa.

Importante: caso o projeto não atinja a meta mínima necessária para sua realização, todos os apoiadores recebem de volta 100% do valor investido.

Por isso nós precisamos muito do seu apoio, sem ele, o projeto não acontece 🙁
então… vamos chamar os amigos e apoiar!! ♥

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “O som do chá “todo dia é um bom dia”, Giorgia Vittori Pires”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar de…