Oferta!

H.H. Holmes, o primeiro serial killer da América

R$39,90

Editora: Urso

Ano: 2020, 191 pág.| ilustrado. Tamanho: 16x23cm

Autor: Herman Webster Mudgett (H. H. Holmes) e Robert L. Corbitt

Sinopse:

“Quais foram as circunstâncias que facilitaram sua carreira de serial killer? Como ele reagiu a elas? Quais palavras escolhe para narrá-las? Podemos nos permitir uma viagem mais introspectiva, nos perguntando como teríamos reagido a cada curva, surpresa ou dificuldade vivida pelo nosso narrador. Mas duvido que encontremos alguma absolvição ou conclusão ao final da leitura. O que fica é aquele incômodo fascinante sobre o que gera um serial killer. Nesta obra, Holmes nos envolve com trivialidades, ambientação afiada e descrições das pessoas que passaram por sua vida, mas nunca nos deixa esquecer com quem estamos lidando.” Cláudia Lemes

H. H. Holmes, o 1º serial killer americano, é uma autobiografia escrita pelo próprio assassino na prisão, enquanto aguardava a sua sentença entre o ano de 1894 a 1895. Esta edição ilustrada contém TRÊS LIVROS, que são os seguintes:

A História de Holmes por ele mesmo: Este texto se trata do que o próprio Mudget (Holmes) escreveu enquanto ainda sob julgamento, em que afirmava não ter assassinado ninguém.

Holmes confessa 27 assassinatos: Este é o segundo texto, também escrito por Holmes e publicado no Chicago Tribune após sua condenação. Aqui, ele admite ter matado 27 pessoas, incluindo algumas que descobriu-se estarem ainda vivas à época do julgamento. A parte mais assustadora deste segundo relato é a maneira como ele elogia os detetives do caso. Ao ler, temos a sensação de que ele estava fazendo troça da polícia e que havia confessado muito menos crimes do que havia de fato cometido.

O Castelo de Holmes, por Robert L. Corbitt: Neste texto, um repórter contemporâneo de Holmes expõe sua visão sobre o caso e publica fatos adicionais baseados em suas próprias investigações do Castelo de Holmes. Entre suas descobertas, estava um segundo prédio, de propriedade de Holmes, onde possivelmente muitos outros corpos foram enterrados.

Fac-símiles: Além da tradução, o livro contará com recortes em fac-símile dos jornais da época que cobriam a investigação e julgamento de Holmes.

Descrição

Sinopse:

“Quais foram as circunstâncias que facilitaram sua carreira de serial killer? Como ele reagiu a elas? Quais palavras escolhe para narrá-las? Podemos nos permitir uma viagem mais introspectiva, nos perguntando como teríamos reagido a cada curva, surpresa ou dificuldade vivida pelo nosso narrador. Mas duvido que encontremos alguma absolvição ou conclusão ao final da leitura. O que fica é aquele incômodo fascinante sobre o que gera um serial killer. Nesta obra, Holmes nos envolve com trivialidades, ambientação afiada e descrições das pessoas que passaram por sua vida, mas nunca nos deixa esquecer com quem estamos lidando.” Cláudia Lemes

H. H. Holmes, o 1º serial killer americano, é uma autobiografia escrita pelo próprio assassino na prisão, enquanto aguardava a sua sentença entre o ano de 1894 a 1895. Esta edição ilustrada contém TRÊS LIVROS, que são os seguintes:

A História de Holmes por ele mesmo: Este texto se trata do que o próprio Mudget (Holmes) escreveu enquanto ainda sob julgamento, em que afirmava não ter assassinado ninguém.

Holmes confessa 27 assassinatos: Este é o segundo texto, também escrito por Holmes e publicado no Chicago Tribune após sua condenação. Aqui, ele admite ter matado 27 pessoas, incluindo algumas que descobriu-se estarem ainda vivas à época do julgamento. A parte mais assustadora deste segundo relato é a maneira como ele elogia os detetives do caso. Ao ler, temos a sensação de que ele estava fazendo troça da polícia e que havia confessado muito menos crimes do que havia de fato cometido.

O Castelo de Holmes, por Robert L. Corbitt: Neste texto, um repórter contemporâneo de Holmes expõe sua visão sobre o caso e publica fatos adicionais baseados em suas próprias investigações do Castelo de Holmes. Entre suas descobertas, estava um segundo prédio, de propriedade de Holmes, onde possivelmente muitos outros corpos foram enterrados.

Fac-símiles: Além da tradução, o livro contará com recortes em fac-símile dos jornais da época que cobriam a investigação e julgamento de Holmes.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “H.H. Holmes, o primeiro serial killer da América”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de…