Degustação Financiamento Coletivo Novidades Urso

Degustação do projeto “As aventuras da detetive Loveday Brooke”

Mulheres detetives no século XIX?

Sim, elas existem. Você conhece alguma?
Venha fazer parte desse projeto para resgatar do esquecimento a primeira detetive feminina criada por uma autora mulher.

A obra é inédita no Brasil!

A série foi notável por ser a primeira coleção de histórias de detetive que apresentavam uma heroína feminina criada por uma autora, algo inédito em uma época em que a maioria das protagonistas femininas era apenas inventada e descrita por autores masculinos. A personagem Loveday Brooke foi destaque na edição “The May Magazines” do jornal Glasgow Herald em 1893:

“Mês a mês, a srta. Loveday Brooke continua a ofuscar o detetive Sherlock Holmes na presciência sobrenatural.” … “Só temos medo de que a senhorita Brooke seja inteligente demais em capturar criminosos para conseguir um marido”

(“The May Magazines” Glasgow Herald, 11 de maio de 1893: 10)

Como podemos perceber, a preocupação dos editores quanto a Loveday certamente não se estenderia aos seus confrades masculinos…

Embora dentro da história a detetive Loveday seja apresentada como uma referência em matéria de investigação, ainda assim, em vários pontos ela tem sua inteligência, capacidade e competência questionadas pelo fato de ser mulher. Não se trata apenas de um livro sobre uma mulher detetive resolvendo casos, mas também sobre uma mulher tendo que conquistar o seu espaço na sociedade.

Leia agora o primeiro conto da coletânea “A mala preta deixada na soleira”

Download Gratuito

Apoie o projeto e receba recompensas e vantagens exclusivas para apoiadores no Catarse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *